Ateneu/MG [BRA]

Atualizado em 11/12/2015
Nome Oficial Associação Desportiva Ateneu
Fundação  01/05/1947
Status Atual  Desconhecido
Endereço  Rua Ângelo Quadros, 511
Bairro  São José
Cidade  Montes Claros
Estado  Minas Gerais
CEP  39400-351
País  Brasil
Retrospecto  Clique aqui para ver todos os campeonatos com participação deste time
Localização 
Telefone  (38)3222-1087
Apelido  Broca, Alvinegro da S. José
Mascote 
Uniforme 
Equipe Ranqueada  Ateneu
Grafia Orig. Oficial 
Site Oficial 
Outros Sites  www.palimontes.com.br/ateneu/
Outros Sites 
Estádios 
Histórico  Na data de 1º de maio de 1947, estudantes do colégio Diocesano da cidade mineira de Montes Claros, fundaram a Associação Desportiva Ateneu, a qual recebeu o nome de Padre Osmar Futebol Clube, uma homenagem ao diretor do colégio naquela oportunidade.

Pouco depois o clube mudou o nome para Esporte Clube João Rabello, uma homenagem a um de seus fundadores, mesmo nome do seu estádio, com capacidade para 3000 pessoas.

Finalmente no ano de 1970 a diretoria do clube resolveu trocar novamente sua denominação, desta feita para Associação Desportiva Ateneu. O clube disputou o campeonato mineiro da 1ª divisão nos anos de 1979 e 1980.

Possui os apelidos de "Broca" e "Alvinegro do Bairro São José".

Desde a sua fundação, o Ateneu se tornou o clube mais tradicional de Montes Claros. Quase todos os atletas passaram de alguma maneira pelas escolas do clube, sejam as de base ou até mesmo as escolas máster no fim de suas carreiras.
O jornalista Felipe Gabrich é um desses que já passou em todas as fortes equipes do futebol amador da cidade, tendo em seu currículo passagens pelo Cassimiro de Abreu e também pelo famoso time do Ipê, fundado pelo então deputado Edgar Pereira entre os anos de 1965 e 1970.
Gabrich foi goleiro e sua passagem pelo Ateneu remonta entre as décadas de 1960 e 1970. Antes de falar sobre sua passagem como goleiro do Glorioso "Broca", Felipe explica a paixão do torcedor montes-clarense pelo seu futebol como singular. "Enquanto a maioria das cidades em Minas Gerais tinha seu foco nas grandes equipes da capital, aqui em Montes Claros o torcedor se dividia entre duas paixões: Cassimiro e Ateneu. Fora disso, as preferências eram por clubes do Rio de Janeiro, como Flamengo e Botafogo, que detinham os grandes craques da época. Foi só depois da construção do Mineirão, em 1965, que tanto Atlético quanto Cruzeiro passaram a arrebanhar torcedores em Montes Claros" explica o jornalista.

Entre uma foto e outra, Felipe Gabrich prova didaticamente sua analogia sobre o Ateneu. Ele explica que o "Broca" já enfrentou, mesmo que amistosamente, grandes equipes do futebol brasileiro. "O Ateneu saiu de Montes Claros e foi fazer uma preliminar de um jogo da seleção brasileira em 1956, no Maracanã. Pelo que me consta, até agora foi o único time de Montes Claros a pisar no gramado do Mário Filho, revela Gabrich. E não foi só essa proeza cometida pelo Ateneu de Montes Claros. Fluminense do RJ e o Santos de São Paulo também vieram até o Estádio João Rebelo para enfrentar o glorioso "Broca".

Como atleta, Felipe Gabrich foi goleiro do Ateneu. Defendeu as cores do time do bairro São José, como também era carinhosamente chamado pelos torcedores, entre os anos de 1960 e 1980. "A rivalidade entre os dois era uma coisa monstruosa. O Ateneu era o time do bairro São José enquanto o Cassimiro, o clube do bairro Todos os Santos também chamado pelos seus torcedores de 'Mais querido'".

Felipe conta que o Estádio João Rebelo vivia apinhado de gente para assistir o grande confronto entre as duas equipes. "Era gente por todo o lado e isso era uma coisa tão verdadeira que hoje, fica difícil descrever ou explicar o que realmente acontecia. A predileção do torcedor apaixonado do Ateneu precisa ser estudada. Já vamos para 13 anos que seu departamento de futebol foi desativado e até hoje a efervescência e a paixão de seus torcedores ainda sobrevive" revela Felipe.

Para ele, o tempo em que defendeu o Ateneu foi uma época de ouro."Foi um tempo mágico. De nomes como Garrincha, Denarte, Bolão, Lola e tantos outros que defenderam prazerosamente o glorioso Broca. Talvez um dia ele possa ressurgir das cinzas. Enquanto isso, o saudosismo nos invade e vamos nos alimentando do que um dia foi essa grande agremiação esportiva em nossa cidade" conclui.

Na nossa terceira reportagem, conversaremos com o ex-presidente Zezé da Fuscampos, que dirigiu o Ateneu nos anos 1990 e declara como todos os benefícios feitos no Estádio João Rebelo foram deteriorados com o tempo.

Curiosidades: O Ateneu foi fundado em 1947 com a alcunha de Padre Osmar Futebol Clube, já que seus fundadores eram um grupo de estudantes do colégio diocesano, que ficava na Avenida Coronel Prates, onde hoje foi construído um supermercado Bretas. Antes, porém, o colégio diocesano abrigou também a Prefeitura Municipal de Montes Claros até 1982, na gestão do Prefeito Antonio Lafetá Rebelo, um dos fundadores do Padre Osmar, que mais tarde recebeu o nome de seu irmão, João Rebelo, e que mais tarde passou a se chamar Ateneu.

Pesquisa: Sérgio Mello, Toninho Sereno
Fonte: www.onorte.net edição de 15 de maio de 2015
Redesenho do escudo antigo e do uniforme: Sérgio Mello
Presidentes  199?: Zezé da Fuscampos
Hino 
Escudos na linha do tempo  Clique aqui para ver os escudos usados por este time na linha do tempo
Escudos Anteriores  Ateneu/MG [BRA]
Uniforme  Ateneu/MG [BRA]
Mascote