Rio Branco/ES [BRA]

Atualizado em 31/10/2016
Nome Oficial Rio Branco Atlético Clube
Fundação  21/06/1913
Status Atual  Em atividade
Endereço  Rua Pedro Carlos de Souza, 84 sala 507/508 - Ed. Madeira
Bairro  Ilha de Santa Maria
Cidade  Vitória
Estado  Espírito Santo
CEP  29051-050
País  Brasil
Retrospecto  Clique aqui para ver todos os campeonatos com participação deste time
Localização 
Telefone  (27) 3315-7393
Apelido 
Mascote 
Uniforme 
Nome Anterior  Rio Branco FC
Equipe Ranqueada  Rio Branco
Grafia Orig. 
Grafia Orig. Oficial 
CNPJ 
Site Oficial  http://www.rbac.com.br/
Outros Sites 
Outros Sites 
Estádios  Alencar Araripe (Arena Unimed Sicoob ou Engenheiro Araripe), Cariacica/ES, Brasil
Salvador Venâncio da Costa, Vitória/ES, Brasil
Kléber José de Andrade, Cariacica/ES, Brasil
Arthur Gerhardt, Domingos Martins/ES, Brasil
Justiniano de Melo e Silva, Colatina/ES, Brasil
Alencar Araripe (Engenheiro Araripe), Cariacica/ES, Brasil
Estiva, Serra/ES, Brasil
Eugênio Antônio Bitti (Bambu), Aracruz/ES, Brasil
Associação de Moradores de Laranjeiras, Laranjeiras/ES, Brasil
Histórico  O clube foi fundado em 21 de Junho de 1913 por um grupo de rapazes entusiastas do futebol, esporte que se firmava no gosto popular.
Na escolha do primeiro nome, uma homenagem aos próprios jovens que o idealizaram: Juventude e Vigor. Tudo aconteceu na casa de Nestor Ferreira Filho, na Rua Sete de Setembro, mais precisamente num cômodo cedido pelo pai deste, junto ao seu escritório de contabilidade. Entraram para a história do "mais querido" do Estado os fundadores Edmundo Martins, Antônio Miguez, Gervázio Pimentel, José Fiel, José Batista Pavão, Cláudio Daumas, Otávio Alves de Araújo, Hermenegildo Conde, Adriano Macedo, Antônio Gonçalves de Souza e Nestor Ferreira Filho, que seria seu primeiro presidente.
Menos de um ano depois o Juventude e Vigor cederia lugar em sua denominação ao Rio Branco Futebol Clube, que ganhava a simpatia dos capixabas, e já formava equipes fortes e vencedoras. O novo nome surgia de uma homenagem, que os fundadores decidiram prestar à figura exponencial do Chanceler José Maria da Silva Paranhos, o Barão de Rio Branco, então em grande evidência na política nacional.
Anos depois, na década de 30, e já tendo construído o Estádio Governador Bley, o clube perderia sua praça esportiva, para pagar dívidas. Viveu, então, sua pior fase desde a fundação, com os adversários apregoando seu fim.
Seus mais ferrenhos e abnegados seguidores não permitiram, no entanto, que isso acontecesse. Tendo à frente seu mais empolgado e obstinado torcedor, Laonte de Lima Soares, um grupo de associados, do qual participavam praticamente todos os seus jogadores, criaram o Riobranquinho, uma sigla diminutiva para o mesmo clube forte e ganhador dos anos anteriores. Já era, disparado, o maior conquistador de títulos no Estado, o "mais querido" da torcida e o legítimo representante capixaba em certames nacionais.
Grandioso, apesar do nome Riobranquinho, o clube, finalmente, em 18 de Março de 1941, recebeu a denominação que mantém até hoje, Rio Branco Atlético Clube. O "Atlético" substituiu ao "Futebol", de antes, para possibilitar a prática de outros esportes, que ganhavam força e prestígio popular na época, como o basquete e a natação.
Fonte do escudo do Juventude e Vigor: Sergio Mello
Presidentes  2016: Maurício Cézar Duque
2008-2009: Maurício Cézar Duque
2005: José Carlos Rodrigues
Hino  Letra e Música: Kleber Corradi

Meu Rio Branco, meu sonho, meu clube
Sempre que o vejo, sou todo emoção
Meu Rio Branco, sua raça, suas taças
Ficaram marcadas no meu coração.

Para onde for, lá também estarei
De corpo e alma sempre tocarei
Meu Rio Branco, lancei-me em seus braços
Você é culpado do amor que lhe dei.

Não posso evitar o pranto
Ao vê-lo brilhar em campo
Suas cores, sua bandeira
Traduzem luta e certeza
De que você é o maior
E pra mim não existe melhor.

Meu Rio Branco, seus anos são glórias
São toda a prova do meu bem querer
Meu Rio Branco, toda a sua história
Trago na memória com todo prazer.

Se é na vitória ou mesmo na derrota
Vê-lo na luta e nunca vê-lo no chão
Meu Rio Branco, de mim dependendo
Para seguir em frente nunca direi não.

Não posso evitar o pranto
Ao vê-lo brilhar em campo
Suas cores, sua bandeira
Traduzem luta e certeza
De que você é o maior
E pra mim não existe melhor.
Escudos na linha do tempo  Clique aqui para ver os escudos usados por este time na linha do tempo
Escudos Anteriores  Rio Branco/ES [BRA] Rio Branco/ES [BRA] Rio Branco/ES [BRA] Rio Branco/ES [BRA]
Uniforme  Rio Branco/ES [BRA]
Mascote  Rio Branco/ES [BRA]