Avaí/SC [BRA]

Atualizado em 03/05/2017
Nome Oficial Avaí Futebol Clube
Fundação  01/09/1923
Status Atual  Em atividade
Endereço  Avenida Deputado Diomício Freitas, 1000
Bairro  Carianos
Cidade  Florianópolis
Estado  Santa Catarina
CEP  88047-400
País  Brasil
Retrospecto  Clique aqui para ver todos os campeonatos com participação deste time
Localização 
Telefone  (48) 3216-7300
Apelido  Leão da Ilha
Mascote  Leão
Uniforme  Azul e branco
Equipe Ranqueada  Avaí
Grafia Orig.  Avahy
Grafia Orig. Oficial  Avahy Foot-Ball Club
CNPJ  77.910.230/0001-12
Site Oficial  www.avai.com.br
Outros Sites  http://www.facebook.com/avaifc
Outros Sites 
Estádios  Aderbal Ramos da Silva (Ressacada), Florianópolis/SC, Brasil
Adolpho Konder, Florianópolis/SC, Brasil
Campo da Liga, Florianópolis/SC, Brasil
Campo da Rua Bocaiúva, Florianópolis/SC, Brasil
Renato Silveira, Palhoça/SC, Brasil
Aníbal Torres Costa, Tubarão/SC, Brasil
Arena Condá, Chapecó/SC, Brasil
Campo do Gymnásio Catharinense, Florianópolis/SC, Brasil
Histórico  TÍTULOS :
CAMPEÃO BRASILEIRO DA SÉRIE C 1998
13 Campeonatos Catarinenses de Futebol 1924 1928 1943 1973 1926 1930 1944 1975 1927 1942 1945 1988 1997
2 Taças Governador do Estado de Santa Catarina 1983 1985
1 Copa Santa Catarina 1995
1 Campeonato Catarinense de Futebol II Divisão 1994
12 Torneios Início 1925 1936 1943 19551926 1938 1944 19601933 1942 1946 1963
20 Campeonatos Regionais da Cidade de Florianópolis 1924 1933 1944 1953 1926 1938 1945 1958 1927 1940 1949 1960 1928 1942 1951 1963 1930 1943 1952 1995
Outros Torneios
Quadrangular ( 1951 )
Taça Zé Macaco ( 1961 )
Torneio Walter Lange ( 1961 )
Quadrangular Integração ( 1972 )
Na rua Frei Caneca, no bairro Pedra Grande, um bando de garotos enfrentava os campos improvisados e fazia uma festa aos domingos e feriados. No entanto, eles sonhavam em jogar com os "ternos" (uni- formes), como os times do Rio e São Paulo. Um dia, o comerciante Amadeu Horn realizou o sonho da gurizada. Dentro de uma caixa, saíram as camisetas listradas azuis e brancas, calções e meias azuis, chuteiras e uma bola nova. O uniforme era igual ao do seu querido Riachuelo.
Era a hora de estrear o jogo de terno. O adversário seria o temível Humaitá. Uma equipe forte e valente. E, num domingo, o campo do Baú ficou lotado. Lá, o goleiro não via a outra trave e nem o ponteiro direito enxergava o ponta-esquerda. Aliás, estes pequenos detalhes não interessavam. O que importava era a bola correndo. Os garotos de Amadeu Horn venceram. Infelizmente, os artilheiros se perderam pelo tempo. Jamais se saberá quem marcou o prImeiro gol do time azul e branco. O talento dos meninos entusiasmou Amadeu. Para comemorar o feito, ele deu uma festa.
Duas vitórias sobre o Humaitá. E alguém tem uma idéia genial: "Vamos fundar um clube!" Era o início da história do Avaí.
"Sorte". Esta foi a desculpa do humilhado Humaitá. E, foi marcada uma revanche. Nunca o campo do Baú viu tanta gente. Os guris de Amadeu Horn mos traram a garra e o talento da partida anterior. Uma nova vitória e uma outra festa. As meninas brindavam os heróis com doces, licores e cervejas. No peito, como se fosse um troféu, um laço de fita azul e branco. Na euforia, alguém sugeriu: Por que não fundamos um clube de verdade? A ideia foi aceita.
1º de setembro de 1923. Um sábado de tempo bom e vento norte. Um dia aparentemente normal. A cidade estava, como de costume, calma. Nas sombras da árvore frondosa, as pessoas conversavam. Entretanto, na residência de Amadeu Hom estava tudo preparado. Quem chegava assinava o livro de atas. Um só assunto foi discutido: o time de futebol. O nome escolhido foi Independência e Amadeu Hom eleito presidente.
Quando todos já começavam a traçar os planos do novo clube, chega atrasado, pois precisara trabalhar após o expediente, Arnaldo Pinto de Oliveira. Contaram- lhe as novas. Ele não concordou com o nome escolhido. Independência é muito grande. Fica difícil incentivar o team. Quando a torcida estiver gritando, depois de um goal, Independência, o adversário empata o jogo. É preciso um nome menor. Além disso, as cores não combinam. Ou será que vocês querem mudar as cores?, conta o historiador Osni Meira. E que nome você sugere?, perguntaram-lhe. Arnaldo estava lendo um livro de história do Brasil e gostara do episódio a Batalha do Avahy. Vocês já pensaram na nossa torcida gritando Avahy? A resposta veio em coro: "Avahy! Avahy!". Era o começo de uma história de glórias e lutas de um clube que nasceu sob o signo da vitória.
Presidentes  2017: Francisco José Battistotti
2014: Nilton João de Macedo Machado
2013: João Nilson Zunino
2010: João Nilson Zunino
2004/2007: João Nilson Zunino
1997/2001: Flávio Ricardo Félix
1995/1996: Gerson Antonio Basso
05/1993 a 1995: Nereu do Vale Pereira
01/1993 a 04/1993: Ademar Ascendino Cunha
03/1992 a 01/1993: Dilmo Pires
1992/1993: Nilson Fidélis
11/1991 a 03/1992: Mário Cezar Campos
1990/1991: Paulino Schimitz
1988/1989: Nilson Fidélis
1986/1987: Décio Girardi
1983/1985: José Caldeira Ferreira Bastos
1983: João Salum
1981: Cairo Bueno de Oliveira
1980: João Salum
1979/1980: José Nazareno Vieira
1978: Tertuliano Xavier de Brito
1977/1978: Luiz Carlos Espíndola
1974/1976: João Salum
1973: Irineu Comelli Júnior
1972/1973: Fernando José Caldeira Bastos
1972: Jorge Daux Filho
1970/1971: José Amorim
1969: João Batista Bonassis
1968/1969: Walmor Gomes Soares
1966/1968: Saul Oliveira
1964/1966: Fernando José Caldeira Bastos
1963/1964: Nicolino Tancredo
1962/1963: Nelson Di Bernardi
1960/1962: Rubens Lange
1960: Francisco Arcanjo Grillo
1960: Abel Capela
1959: Júlio Cesárino da Rosa
1958: Abel Capela
1957/1958: Carlos Loureiro da Luz
1957: Baldicero Filomeno
1954/1957: Celso Ramos Filho
1953/1954: Miguel Hermínio Daux
1953: Adolfo Martins Camilli
1952/1953: Osmar Elsi Meira
1952: Arnoldo Pessi
1951/1952: Miguel Daux
1950: Júlio Cesárino da Rosa
1949: Arnoldo Pessi
1949: João Batista Bonassis
1948: Antônio Jorge Salum
1948: Paulo Lange
1946/1947: Arnaldo Dutra
1941/1946: Celso Ramos
1941: Walter Lange
1936: Antonino Meira
1930: Francisco Antônio Mello
1926: Walter Lange
1926: Aldo Fernandes
1923: Amadeu Horn
Hino  Letra: Fernando Bastos.
Música: Luiz Henrique Rosa
Na ilha formosa, cheia de graça.
O time de raça.
É povo é gente,
é bola pra frente,
É só coração
o meu Avaí
Avaí meu Avaí.
Da ilha és o Leão
Avaí meu Avaí.
Tu já nasceste campeão
Não dá para esquecer
o seu belo passado
Mas a hora é presente
e o time vem quente
De encontro marcado
com seus dias de glória
Pois a ordem é vitória
Vencer, vencer.
Escudos na linha do tempo  Clique aqui para ver os escudos e sedes usados por este time na linha do tempo
Escudos Anteriores  Avaí/SC [BRA] Avaí/SC [BRA] Avaí/SC [BRA] Avaí/SC [BRA] Avaí/SC [BRA]
Uniforme 
Mascote  Avaí/SC [BRA]