1XBET.COM

Independente(C)/SC [BRA]

Atualizado em 11/08/2016
Nome Oficial Independente Atlético Clube
Fundação  ??/??/195?
Status Atual  Extinto
Endereço 
Bairro 
Cidade  Curitibanos
Estado  Santa Catarina
CEP 
País  Brasil
Retrospecto  Clique aqui para ver todos os campeonatos com participação deste time
Localização 
Telefone 
Apelido  Canarinho do Alcapão da Baixada
Mascote 
Uniforme  Amarelo e azul
Equipe Ranqueada  Independente(C)
Grafia Orig. Oficial 
Site Oficial 
Outros Sites 
Outros Sites 
Estádios 
Histórico  O Independente Atlético Clube foi fundado provavelmente no início da década de 1950, por Orocimbo Caetano da Silva e mais uma dezena de esportistas locais.

As cores escolhidas para o clube foram o amarelo e o azul, que o tornaram conhecido como Canarinho do Alcapão da Baixada.

O local onde o Independente A.C. mandava os seus jogos era o Estádio Municipal de Curitibanos, que ficava num terreno hoje ocupado pela Secretaria de Obras do Município, na rua Benjamin Constant. Era mais conhecido como o Alçapão da Baixada já que os times da cidade eram quase imbatíveis jogando em casa.

Uma reportagem do jornal A Notícia, de Joinville, feita na ocasião que o América foi derrotado pelo Independente no estádio, evidencia o que era o alçapão:

"Ainda não descobrimos, como é que um campo de futebol que não serve nem para partidas de várzea pode ser considerado oficial para partidas de Campeonato Estadual; o seu gramado é completamente acidentado, com as áreas esburacadas e carecas, cheio de saliências, campo idêntico ao do C.A. Baependi de Jaraguá do Sul, é bem verdade que existe uma certa segurança para os jogadores e juízes, pois uma parte do gramado é cercado por um pequeno alambrado."

O INDEPENDENTE NO CAMPEONATO ESTADUAL DE 1959

Sob a presidência de Ney Aragão Paz, o Independente aventurou-se pela primeira vez na disputa do Campeonato Catarinense de 1959 que na sua Fase Preliminar, jogada entre Junho e Agosto, foi dividida em quatro Zonas Regionais.

Alocado na Zona Oeste, o time Canarinho teria pela frente outros cinco adversários que lutariam por duas vagas na fase final, que teria oito clubes no total.

Por Curitibanos ficar localizada bem no centro do Estado, o Independente não sofreu muito com as viagens nesta fase, tendo que percorrer apenas 70 km para jogar em Tangará, 95 km para enfrentar os times de Caçador, 90 km para chegar até Lages e exaustivos 115 km para jogar em Joaçaba.

A excelente campanha na Fase Regional, que lhe valeu a 2ª colocação no grupo, garantiu ao Independente o direito de disputar a fase final do Estadual, o que colocaria a cidade pela primeira vez no mapa do futebol catarinense.

Além do velho conhecido Comercial, de Joaçaba, agora os curitibanenses teriam pela frente os mais temíveis clubes do Estado, todos da região litorânea, o que demandaria longas viagens e altos custos. Para se ter uma ideia, a distancia para se jogar em Brusque era de 250 km, em Criciúma era de 280 km, em Joinville ou Tubarão era de 300 km, e em Florianópolis era de intermináveis 310 km. Vale ressaltar que as estradas precárias, de chão batido, nesta época, faziam com que estas viagens levassem de duas a três vezes mais tempo do que nos dias de hoje.

Logo a euforia deu lugar à preocupação já que não havia orçamento para uma jornada deste porte, e assim, o clube só não desistiu do campeonato porque o Prefeito Municipal, José Bruno Hartmann, garantiu que conseguiria dar o apoio financeiro que o clube precisaria.

Na base da confiança nas promessas, o clube iniciou a disputa da Fase Final em Setembro, e no Turno, enfrentou de igual para igual todos os adversários, tendo vencido de forma espetacular o América de Joinville, um dos mais fortes concorrentes ao título.

Quando o Turno foi encerrado, em Novembro, o caixa estava praticamente zerado, porém, a Lei Municipal n. 423, aprovada em 16 de Novembro, que concedia auxilio ao clube, colocou tudo em ordem.

Por conta do Campeonato Brasileiro de Seleções, o Campeonato Estadual ficou paralisado até Março de 1960, quando o returno foi retomado.

Esta paralisação, do ponto de vista técnico, foi muito prejudicial para o Independente.

Deste modo, a campanha do Independente no returno foi muito ruim, com apenas um ponto conquistado e duas goleadas sofridas, uma delas de 8×2 para o América, que assim tirou a desforra da derrota sofrida no turno no Alçapão. Curiosamente esta derrota sofrida para o Independente tirou o América da briga pelo título, que ficou apenas com o 3º lugar, com 2 pontos atrás do Caxias e 3 pontos atrás do campeão Paula Ramos.

O Independente terminou em 7º lugar, á frente do Comercial de Joaçaba, colocando-se assim, como o melhor time de todo o Oeste Catarinense.

Esta inesperada e brilhante campanha do Independente Atlético Clube, marcou o auge do futebol de Curitibanos em nível estadual, feito que não conseguiu ser repetido pelo seu grande rival, o Flamengo Futebol Clube, na década de 1960, e muito menos pelo patético Curitibanos Esporte Clube, que em 2000, foi o lanterna da Segundona Catarinense.

Em 1962, o Independente voltou a participar do Campeonato Estadual, que desta vez, foi dividido em cinco Zonas Regionais, mas o clube não passou a fase final.

Em 8 de Fevereiro de 1972, numa tentativa de reeguer o clube, o prefeito Helio Anjos Ortiz autorizou uma concessão de contribuição do clube, porém, nem este gesto foi suficiente. O clube foi extinto ainda na década de 70.

Pesquisa e Texto: Cícero Urbanski
Presidentes  1959: Ney Aragão Paz
Hino 
Escudos na linha do tempo  Clique aqui para ver os escudos e sedes usados por este time na linha do tempo
Escudos Anteriores 
Uniforme 
Mascote 
1XBET.COM